Skip to Content

Lista de verificação do planejamento de segurança

Esta lista de verificação é um guia das coisas que você pode fazer para ajudar com segurança.

Se você teme por você mesmo, um membro da família ou cliente, ligue 000 para ajuda policial.

Para fazer chamadas de emergência usando o TTY ou o National Relay Service, acesse Calls to emergency services

Segurança em casa

A comunidade de cuidados

A reação à violência é assunto de todos. Peça aos vizinhos em quem confia para ligar para a polícia no 000 se ouvirem barulho de luta, gritos ou ruídos. Algumas pessoas que vivem em flats ou apartamentos têm batidas ou sons codificados para alertar seus vizinhos e conseguir ajuda.

Tenha um lugar para ir se você precisa sair. Mantenha na sua carteira ou na lista de contatos do celular os números de telefone dos seus familiares e amigos.

Tenha seu próprio celular e plano (pré-pago, de preferência) para que você possa manter contato com as pessoas e as ligações não possam ser verificadas na conta telefônica ou nos registros das chamadas.

Tenha um plano de fuga para quando sentir que as coisas podem ficar fora de controle.

Criando um plano de fuga

  • Planeje e experimente rotas de saída de emergência rápidas de todos os cômodos na sua casa/apartamento.

  • Guarde uma pequena bolsa para a fuga em algum lugar junto com chaves reservas, papéis importantes, um brinquedo especial para as crianças e algum dinheiro, caso seja necessário sair às pressas. Se precisar de medicamentos sujeitos à prescrição médica, guarde uma receita extra na sua bolsa para fuga.

  • Deixe cópias das chaves, papéis importantes, cópias de cartões de débito e crédito, etc., com um membro da família, amigo ou alguém em quem confie.

  • Se tiver algum problema de mobilidade ou for portador de necessidades especiais, combine antecipadamente com um amigo vir imediatamente se você ligar ou enviar uma mensagem de texto para ele. Algumas pessoas utilizam uma palavra-código, combinada antecipadamente. Dessa forma você pode ligar mesmo se o perpetrador puder ouvi-lo.  

  • Se for seguro, mantenha um diário dos incidentes abusivos ou assustadores. Eles podem ser úteis caso você precise de uma ordem de proteção.

Guardar números de telefones úteis

  • Considere reunir alguns números e endereços úteis como:
    • serviços de táxi local (serviços de táxi acessíveis, se precisar).
    • o número de telefone para crise no seu estado ou território.

    • o centro de contato para crise mais próximo.

    • o endereço da delegacia de polícia local.

    • Lembre-se de que você sempre pode ligar para o 1800RESPECT no número 1800 737 732.

Segurança após uma separação

  • Se você se separou do seu parceiro, deixe as luzes externas acesas, reforce as travas das janelas, portas ou portão, se puder. Muitas vezes, a polícia faz uma verificação de “atualização da segurança” para você e dá ideias sobre como aumentar a segurança da sua casa ou apartamento. Alguns serviços de proteção contra violência doméstica e familiar ou serviços da polícia mantêm fundos disponíveis para ajudar com as despesas.

  • Mude o número do seu telefone celular e ajuste-o para o modo “privado”. Use um cartão SIM diferente se precisar se comunicar por causa das crianças.

  • Peça para os órgãos públicos, empresas de serviços, escritórios de advocacia, médicos, escolas, etc., para manter as suas informações confidenciais.

  • Obtenha uma caixa postal para as correspondências importantes e não divulgue seu endereço residencial.

  • Procure um serviço de proteção contra violência doméstica e familiar, um advogado comunitário ou a polícia para conseguir uma ordem de proteção, se ainda não fez isso. Eles podem alertar a polícia para alguns dos perigos com antecedência.  Eles também podem servir para proibir o abusador de entrar no seu local de trabalho.

Segurança em local público ou no trabalho

  • Estacione o seu carro em um local público movimentado Evite estacionamentos subterrâneos, ou se precisar utilizá-los, peça para alguém ir com você até o seu carro.

  • Se avistar seu parceiro ou ex, entre em um local público ou movimentado o mais rápido possível.

  • Se você se separou do seu parceiro, peça ao seu chefe para rastrearem as suas chamadas e pedir identificação aos visitantes na recepção. Se você trabalhar em um espaço público, como um shopping center, converse com a equipe de segurança e mostre uma foto do seu ex.

  • Se você se separou do seu parceiro, tente mudar suas rotinas regularmente. Quando possível, use diferentes transportes coletivos, saia de casa ou do trabalho em horários diferentes, faça compras em diferentes locais ou online.

  • Conte ao seu chefe ou à equipe de segurança sobre as ordens de proteção que impedem que o abusador fique próximo ao seu trabalho. Guarde uma cópia da ordem no trabalho ou na sua bolsa.

Segurança na Internet

  • Utilize um computador público (biblioteca, centro comunitário) ou o computador de um amigo que o abusador não possa acessar.

  • Altere ou exclua a sua conta do Facebook e as contas dos seus filhos, ou revise as configurações de privacidade para restringir o acesso. As pessoas podem acidentalmente fornecer detalhes de onde estão morando ou onde estarão.

  • Troque a sua conta de e-mail. Dificulte o rastreamento – não use seu nome e data de nascimento no nome da conta.

  • Peça a um técnico -ara verificar o seu computador em busca de spyware ou programas de registro de digitação.

Ajudando os filhos

  • Ajude os seus filhos a saberem quando há sinais de aviso de perigo.

  • Mantenha a conversa sobre segurança como algo normal como outras conversas sobre segurança que você pode ter sobre planejamento para desastres naturais, segurança contra incêndio, etc.

  • Experimente rotas de fuga de emergência – converse sobre isso tudo ao mesmo tempo conforme fala sobre uma instrução de incêndio ou furacão.

  • Ensine aos seus filhos, que não é responsabilidade deles parar o agressor com raiva ou violento.

  • Ensine aos seus filhos quem eles podem chamar ou onde podem ir em caso de emergência. Isso inclui como ligar para 000 e pedir ajuda policial e fornecer o endereço.

  • Conte às escolas ou centros de acolhimento de crianças sobre a violência, juntamente com pais em quem você pode confiar na escola. Eles podem observar os sinais de aumento da violência e também ajudar nos cuidados com as necessidades emocionais dos seus filhos. A comunidade de cuidados ajuda a manter as crianças seguras. Forneça à escola ou aos centros de acolhimento uma cópia da sua ordem de proteção e uma foto do perpetrador para que eles saibam por quem procurar. 

Violência doméstica e familiar: como fazer um plano para cuidar de si mesma

1800RESPECT
18 AUG 2014
Em caso de perigo imediato, ligue 000 para chamar a polícia.

Para fazer chamadas de emergência usando o TTY ou o National Relay Service, acesse Calls to emergency services